Descubra as matérias-primas mais importantes para uma boa alimentação dos suínos

Alimentação Alternativa: aprenda a equilibrar a dieta dos seus suínos com os nutrientes adequados visando a máxima viabilidade econômica.

alimentação dos suínos

Se você é um criador de suínos ou está pensando em começar na área, é essencial entender a importância da alimentação adequada para esses animais. Afinal, uma alimentação equilibrada é fundamental para o crescimento saudável e a qualidade de vida dos suínos.

Mas quais são os nutrientes mais importantes?

 

Neste artigo trouxemos alternativas que podem ser utilizadas na alimentação dos suínos, aliado a dicas para melhorar o desempenho dos seus animais, mostrando matérias-primas menos utilizadas pelo mercado e que podem ter um menor valor de aquisição, te auxiliando a ingressar ou se manter na atividade.

O que é nutrição de suínos

 

Nutrição baseia-se em atingir os níveis de requerimento nutricional de qualquer espécie em todas as fases de sua vida. Em geral, inclui proteína, energia, vitaminas e minerais, além da água que é de suma importância nesse processo. A garantia de atingimento desses níveis é indispensável para uma produção eficaz, gerando competitividade e trazendo bons retornos financeiros ao produtor.

Fatores que afetam a nutrição de suínos

 

A nutrição de suínos é afetada por vários fatores, incluindo a idade, ambiente de criação, raça e genética – por essa razão, recomenda-se investir em empresas preocupadas em apresentar inovações tecnológicas e melhoramento genético, visando aperfeiçoar as raças padrão ouro, como acontece aqui na TOPGEN, com a matriz mais completa do mercado, a Afrodite.

  • Idade

Assim como acontece com o ser humano, os requisitos nutricionais dos suínos também mudam ao longo da vida, à medida que eles crescem. Por exemplo, leitões jovens têm um sistema digestivo menos desenvolvido e precisam de uma dieta mais fácil de digerir do que suínos adultos.

  • Ambiente de criação

A temperatura, qualidade do ar e a própria estrutura das instalações podem afetar a ingestão de alimentos e a digestão dos animais. Por exemplo: um piso em desacordo pode ocasionar dores e desconfortos e até mesmo uma possível claudicação e, como consequência, diminuir a ingestão de alimentos.

  • Raça e Genética

Existem inúmeras raças de suínos e cada uma possui suas especificidades. Além de terem características físicas diferentes, podem ter também necessidades fisiológicas e nutricionais bem diferentes. Não é à toa que existem raças mais propensas a ganhar mais peso que outras.

Quais são os nutrientes essenciais?

 

De forma sucinta, para garantir uma dieta equilibrada e nutritiva, é importante fornecer quantidades adequadas de proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais e água. Afinal, cada um desses nutrientes desempenha um papel único e fundamental no crescimento e desenvolvimento dos seus animais.

As proteínas são essenciais para ajudar na construção e reparação de tecidos e músculos, além de ser uma ótima aliada do sistema imunológico. Os carboidratos são importantes fontes de energia, enquanto as gorduras são necessárias para a absorção de vitaminas e a manutenção da temperatura corporal – algo extremamente fundamental nos suínos, já que, quando desequilibrada, pode causar estresse e um gasto desnecessário de energia.

Já as vitaminas e minerais são importantes para o bom funcionamento do organismo e indispensáveis na hora de fazer a prevenção de possíveis doenças. Em relação à água, deve estar sempre fresca e disponível em abundância aos animais. 

Suplementação: quando utilizar?

 

Muito se fala em suplementação alimentar, no entanto, a suplementação só se faz necessária caso os níveis nutricionais acima citados estejam abaixo do normal, ou em caso de alguma doença em todo o rebanho. Por isso, precisamos ter consciência que o seu uso deve ser estratégico e que, quando utilizada, tende a representar um custo mais elevado do que os outros alimentos e matérias-primas alternativas.

No entanto, deve ser ministrada por um profissional de nutrição para que haja um equilíbrio dos nutrientes, sem exceder o necessário, já que isso pode ser tão prejudicial quanto uma deficiência. Em geral, a suplementação não faz mal, servindo como um verdadeiro salvador de vidas em algumas situações.

Dentre os suplementos mais usados na alimentação dos suínos destacam-se a farinha de algas e farinha de peixe, que são fontes ricas em proteína e ácidos graxos ômega-3 e ômega-6; a levedura seca, que também é uma excelente fonte de proteína e vitaminas do complexo B e alguns legumes como a cenoura, abóbora e beterraba, ricas em vitaminas A e C e minerais como potássio e ferro, além de serem ótimas fontes de fibras.

Se você quer ingressar na atividade e não sabe por onde começar, continue a leitura e descubra soluções alternativas que vão te ajudar!

  Para os produtores que têm um orçamento mais limitado ou querem reduzir seus custos de produção, existem algumas soluções mais econômicas que podem auxiliar seu bolso e a saúde dos suínos. E o ideal é começar pelo equilíbrio: aposte em combinações que mesclam grãos, frutas e vegetais. Você pode usar farelo de arroz, milho, trigo, soja e outras leguminosas, criando uma mistura que atenda às necessidades nutricionais dos seus suínos, mas também é de extrema importância que você consulte um nutricionista para saber as quantidades exatas de cada matéria-prima a ser utilizada, com a finalidade de evitar desperdícios. Você também pode investir em alimentos a granel para conseguir preços mais baixos ou utilizar alimentos alternativos, como sobras de alimentos humanos: vegetais, frutas, pão e até mesmo subprodutos da indústria, como farelo de arroz e torta de soja. Outro fator de extrema importância é nunca deixar a água dos bebedouros acabar. Inclusive, mantenha-os sempre higienizados. Também é fundamental monitorar o peso e a saúde dos seus animais com certa frequência. Isso te ajudará a saber se estão com sinais de deficiência ou excesso de nutrientes.

Conclusão

Agora que você já foi introduzido ao tema de nutrição e alimentação alternativa de suínos, basta começar a colocar todas essas dicas em prática! Afinal, uma boa nutrição é sinônimo de bem-estar, produtividade, carne de qualidade e, é claro, mais lucro para o seu negócio! Mas caso você ainda tenha alguma dúvida referente ao assunto, ESTAMOS À DISPOSIÇÃO para te auxiliar nesse processo.
Continue de olho por aqui e em nossas redes sociais para descobrir mais dicas e informações importantes sobre a nutrição adequada para o crescimento dos seus animais!
Se você gostou do conteúdo de hoje, compartilhe essa matéria com seus amigos e aproveite para acompanhar todas as novidades da TOPGEN nas redes sociais: FACEBOOKINSTAGRAM ou LINKEDIN.