A Importância dos Cuidados Básicos na Redução da Mortalidade de Matrizes

O retorno sobre investimento sobre a matriz só ocorre após o terceiro parto, fazendo com que a mortalidade das matrizes ocasione grandes perdas financeiras. Como tem sido observado o aumento dessa mortalidade ao longo dos anos e que as maiores leitegadas não compensam necessariamente essas perdas, a questão torna-se ainda mais crítica.

Dicas para manter uma boa gestão de suínos

É preciso relembrar que uma produção bem-sucedida é resultado de um conjunto de medidas de manejo sanitário, nutricional e melhoramento genético, em conjunto com as condições das instalações onde os animais estão alojados. Isso significa que, antes de um debate mais complexo, faz-se necessário avaliar se o básico está sendo bem-feito.

As principais causas de mortalidade de matrizes suínas são infecção urinária (cistite), prolapsos uterinos, afecções do aparelho locomotor, problemas cardíacos, úlceras gástricas e morte súbita. Vale ressaltar que as infecções urinárias podem ser um problema secundário a problemas locomotores, que limitam a movimentação das porcas e faz com que reduzam o consumo de água e evitem se posicionar para urinar.

Medidas básicas que possuem grande impacto

Algumas medidas, embora básicas, são cruciais para o controle da mortalidade das matrizes. Vamos para alguns exemplos:

Qualidade da água

O baixo consumo de água é fator determinante na ocorrência de infecção urinária. Deve-se analisar a água de bebida dos animais quanto à presença de patógenos e salubridade. Também é preciso avaliar se a água está sendo consumida em quantidade adequada, e, se não, quais as razões para tanto, podendo ser pela própria baixa disponibilidade de água para os animais, pela temperatura (água muito quente) ou pela limitação de movimentação causada por problemas locomotores.

Nutrição

A importância vai além de uma dieta equilibrada. O tamanho das partículas da ração influencia diretamente na incidência de úlceras gástricas, e o controle de micotoxinas para a saúde dos animais.

Manipulação dos animais

Excesso de toque pode causar estresse, podendo ocasionar queda na imunidade e em falhas cardíacas das matrizes. Por outro lado, a falta de observação adequada também representa um risco, impedindo a detecção precoce de doenças.

Higiene das instalações

Excesso de sujidades e umidade no piso podem aumentar a ocorrência de infecção urinária e problemas locomotores. A higienização inadequada dos bebedouros e cochos podem facilitar o crescimento microbiano e a ocorrência de infecções.

Aparelho locomotor/conformação corporal

Com importância muitas vezes subestimada, a qualidade do aparelho locomotor, que vai desde a qualidade de cascos até a conformação de pernas, possui grande influência na sobrevivência das matrizes. Como já dito anteriormente, problemas locomotores e infecções urinárias, que podem ser decorrentes do primeiro, estão entre as principais causas de mortalidade desses animais. Por isso, uma maior atenção à conformação corporal é crucial para um plano eficiente de redução de mortalidade de matrizes.

Dentro de um programa de melhoramento genético, a conformação corporal desempenha um papel fundamental, representando um dos maiores fatores de influência no Índice Geral de Melhoramento, juntamente com os indicadores produtivos e reprodutivos. Ou seja, uma conformação corporal superior e um menor risco de mortalidade podem ser alcançados com melhoramento genético, por meio de uma boa seleção nas linhagens maternas.

Taxas de mortalidade x bem-estar e sustentabilidade

Atualmente, a média de mortalidade das matrizes suínas no Brasil é de 9%. Embora alguns especialistas vejam esse número como parte da realidade do setor, é necessário questionarmos: estamos realmente satisfeitos com esses números? Este índice reflete um retorno de investimento adequado? Mais importante ainda: este valor está alinhado com as crescentes demandas por sustentabilidade e bem-estar animal, para atender a um mercado cada vez mais exigente e consciente?

Posicionar uma produção como um empreendimento sustentável, em um cenário marcado por altas taxas de mortalidade animal, está se tornando cada vez menos justificável, tanto para consumidores quanto para produtores e funcionários, que, em conjunto, têm intensificado suas ações no bem-estar animal.

A genética TOPGEN atuando na redução da mortalidade das matrizes

A TOPGEN traz o melhor da genética em linhagens maternas que realiza a seleção de animais superiores para conformação, sendo possível reduzir a mortalidade de matrizes.

A matriz AFRODITE, desenvolvida pela TOPGEN, é fruto de mais de três décadas de investimento em genético. A seleção de características como rusticidade, uniformidade, boa ingestão de ração no calor e excelente conformação de aparelho locomotor fazem com que essa matriz apresente taxa de mortalidade excepcionalmente baixa, de apenas 3,9%, valor muito abaixo da mortalidade média nacional.

A excelência genética TOPGEN não se reflete apenas em maior produtividade e melhor qualidade de carne. Demandas atuais de mercado, que busca bem-estar animal e sustentabilidade, são atendidos de forma eficaz com a genética de nossas matrizes.

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe essa matéria com seus amigos e aproveite para acompanhar todas as novidades da TOPGEN nas redes sociais: FACEBOOK, INSTAGRAM ou LINKEDIN

NOTAS

  1. QUEIRÓS, Anderson. Mortalidade de Matrizes Suínas – Devemos nos Preocupar com esse tema? LEIA AQUI.
  2. ECKBERG, Bradley. U.S. sow mortality trends continue to climb. LEIA AQUI.